Slider control shadow
  • Formação para reconhecer um bom azeite de oliva

    Formação para reconhecer um bom azeite de oliva

    By Michelly Teixeira on 7 de November de 2014

    O Brasil não é, nem de longe, um grande produtor de azeite de oliva, mas é o décimo maior consumidor mundial deste produto, em uma lista liderada por Itália, Espanha, Estados Unidos e Grécia. E já que está localizada na Andaluzia, região da Espanha responsável por quase 25% de toda a produção mundial de azeite, a Universidade de Jaén se sentiu na obrigação de capacitar profissionais brasileiros na arte de reconhecer um azeite de oliva extra-virgem.

  • Ser estrangeiro é tirar a máscara, diz Rodrigo Amarante

    Ser estrangeiro é tirar a máscara, diz Rodrigo Amarante

    By Michelly Teixeira on 20 de October de 2014

    Morar em outro país revolucionou a maneira de pensar e o fazer artístico de Rodrigo Amarante. A partir desta experiência, o cantor e compositor aprendeu a duvidar da própria identidade. Sua insistência em permanecer nos Estados Unidos foi um intento de se despir dos signos construídos em torno de si mesmo. E esse questionamento, sobre o qual Amarante falou à Radio Nacional de España, orientou a produção do seu disco “Cavalo”. Nesta conversa, Amarante também fala sobre sua condição de protagonista na carreira solo que está deslanchando e do senso de perigo ao se expor no palco sozinho com…

  • Batuque é mais que tambor, é luta

    Batuque é mais que tambor, é luta

    By Michelly Teixeira on 16 de October de 2014

    Nos dicionários, a acepção “batuque” está associada a ruídos de golpes repetidos, um tipo de tambor ou até mesmo a qualquer música e dança de origem africanas. Mas batuque é muito mais do que isso. Nasceu como uma luta no Recôncavo Baiano, antes mesmo de existir a capoeira. A luta, uma manifestação brasileira inspirada na cultura africana, é a semente da capoeira e até mesmo do samba. Esta revelação é assunto do livro “Batuque, Luta Braba”. Elsa Abreu, filha do autor desta obra, nos dá preciosas informações sobre o batuque.

  • Cinema para empoderar e promover o pensamento

    Cinema para empoderar e promover o pensamento

    By Michelly Teixeira on 15 de October de 2014

    Mais que uma técnica, o cinema é uma janela. Dela, não só é possível ver o mundo de diversos ângulos, como também se expressar a quem está do lado de fora. Em alguns casos, pode até representar um instrumento de resgate. É o que se propõe o Link Conexão Audiovisual, coletivo que, com ajuda do vídeo, quer empoderar jovens imigrantes de Barcelona e da periferia de Salvador. A ideia é utilizar a linguagem cinematográfica para estimular o debate sobre identidade, imigração e democratização da informação. Que surpresas são reveladas a partir destas empatias e estranhamentos? Descubra nesta entrevista.

  • Peu Meurray transforma lixo em música e inserção social

    Peu Meurray transforma lixo em música e inserção social

    By Michelly Teixeira on 10 de October de 2014

    No universo alternativo baiano, este artista é rei. Sua arte é carregada de um componente social, para não dizer também ecológico. Ecológico pela fabricação de tambores de pneus. Social pelos projetos com crianças e adolescentes de comunidades carentes. Falo do percussionista e artista plástico Peu Meurray, que formou dezenas de jovens, ensinando música, conceitos de reciclagem e promovendo inserção social. Nesta entrevista, ele fala do seu projeto artístico e socioambiental e conta como foram os primórdios de seu trabalho de converter lixo em luxo, muito antes de a reciclagem se tornar moda.

  • Uma aventura cinematográfica entre Brasil e Espanha

    Uma aventura cinematográfica entre Brasil e Espanha

    By Michelly Teixeira on 9 de October de 2014

    “La Tropa de Trapo” embarca em sua segunda aventura. A primeira parte dessa animação foi lançada em 2010 e, neste ano, chegou a sequência. Desta vez, a missão é ajudar o arco-íris a recuperar suas cores e seu brilho, apagadas pelo tratamento que os seres humanos estão prestando ao planeta. O longametragem em 3D é do diretor catalão Álex Colls, que optou por uma co-produção entre Barcelona, Galícia e São Paulo. O cineasta, que atua ativamente no universo audiovisual para crianças, levanta a questão do papel educativo das produções televisivas e cinematográficas.

  • Eleições em um Brasil que não se sente representado

    Eleições em um Brasil que não se sente representado

    By Michelly Teixeira on 4 de October de 2014

    Falta muito pouco para o desfecho de uma campanha eleitoral que reservou lances inesperados ao noticiário político brasileiro, com muita oscilação nas intenções de voto do eleitorado e um ambiente social buliçoso. A escolha do presidente que comandará o Brasil nos próximos quatro anos sucede a onda de manifestações em 2013 e 2014, protestos massivos, horizontais, majoritariamente apartidários e que deram a clara dimensão de que o brasileiro se sente órfão de representação política institucional. Sônia Fleury, doutora em Ciências Políticas e professora titular da FGV-RJ, fala sobre este momento de agitação política e dá seus prognósticos.

  • A proeza de escrever para crianças – e continuar independente

    A proeza de escrever para crianças – e continuar independente

    By Michelly Teixeira on 1 de October de 2014

    O momento econômico na Espanha é pouco favorável para os negócios, incluindo as letras. Mas nem o ambiente hostil, nem as absorções por grandes grupos editorais, inibem os projetos da Ediciones Ekaré. Ela é a única editora independente de literatura para crianças que nasceu na América Latina e continua de pé na Espanha. Além dos esforços para sobreviver neste período difícil, o editor Pablo Larraguíbel fala das mudanças que têm se processado na sociedade da informação e de como um livro pode conquistar a atenção das crianças numa era ditada pelo apelo audiovisual.