Catalão retrata em documentário impacto da usina de Belo Monte

264078_140851042656177_100001938477549_269728_3329948_nO impacto sócio-ambiental da construção da central hidrelétrica em Belo Monte, no Brasil, é a história que o jornalista espanhol Damià Puig decidiu contar ao mundo com seu documentário À margem do Xingu, vozes não consideradas. Neste trabalho, Puig retrata a vida dos moradores da região de Altamira, na Amazônia brasileira – ribeirinhas, índios, pequenos agricultores – que serão afetados pela edificação da usina. Para montar o quebra-cabeças econômico-social que supõe este empreendimento, o catalão também escuta a opinião de especialistas na matéria.

Puig morava na Espanha e estava desempregado quando decidiu fazer as malas e viajar ao Brasil para fazer este documentário. Com o apoio financeiro de amigos, empreendeu uma longa viagem pelo rio Xingu, buscando relatos, histórias de vida e tentando conhecer a fundo este complexo problema.

Nesta entrevista emitida pela RNE/ Radio Exterior de España, Damià Puig nos conta detalhes sobre este trabalho e nos dá uma pincelada de seu olhar de jornalista e documentarista.

PLAY
Rio Xingu. Foto: Damià Puig

Rio Xingu. Foto: Damià Puig

 

3