Cultura aproxima Extremadura e Portugal

Imagem_ContempopO governo de Extremadura, comunidade autônoma espanhola que divide com Portugal mais de 400 km de fronteira, tem lançado mão de uma série de iniciativas para integração à cultura de seus vizinhos, desde a promoção de eventos culturais até o ensino da língua portuguesa nas escolas públicas. E também quer atrair o público lusitano a seus festivais, como é o caso do Contempopránea, que está em sua nona edição e, pela primeira vez, incorpora Badajoz à programação para cooptar também o público do país vizinho. No total, são esperadas entre 6 mil e 8 mil pessoas para este grande festival de indie pop, que acontece nos dias 6 e 7 de junho em Badajoz e entre 25 e 26 de julho em Albuquerque (a programação você encontra aqui).

Além da intenção de trazer uma plateia portuguesa ao Contempopránea, o governo de Extremadura tem promovido em solo espanhol festivais de fado e flamenco (Badasom), de cinema ibérico e de gastronomia. Também definiu todo 10 de junho como Dia de Portugal na Extremadura e tem apostado muito no ensino da língua de Camões, garantido pelo próprio estatuto autonômico. Segundo a diretora da delegação de Extremadura em Lisboa, Teresa Rainha, na comunidade autônoma há mais de 13.300 pessoas estudando a língua portuguesa, superando o número de estudantes de francês.

Tratamos destas e outras curiosidades nesta entrevista emitida pela emissão em português da Radio Nacional de España/ Radio Exterior (minuto 14’40”).

PLAY
0