Carlos Fuentes: literato, agitador cultural e político

Carlos Fuentes

Carlos Fuentes: “No existe la libertad, sino la búsqueda de la libertad, y esa búsqueda es la que nos hace libres.”

Carlos Fuentes rodou o mundo, morou em muitos países, falava com perfeição vários idiomas. Porém, ainda que fosse um homem do mundo, aberto a diversas culturas, nunca deixou de se preocupar com sua identidade mexicana e com a melhor maneira de expressá-la. Em maio de 2013, primeiro aniversário da morte do escritor, intelectuais de todos os cantos do mundo lhe renderam homenagens.

Na Casa América Catalunya, em Barcelona, cidade pela qual Fuentes tinha grande carinho, jornalistas, escritores e editores se reuniram para recordar os feitos deste escritor que se consolidou como um dos ícones da literatura moderna em língua espanhola.

Homem de literatura, mas também um agitador cultural e um ser inteiramente político Fuentes sempre viu as coisas com perspectiva. Talvez pelo fato de ter morado em diversos países: Estados Unidos, Equador, Uruguai, Argentina, Chile e até no Brasil. Mas era na identidade mexicana que se espelhava. Mais informações sobre esta homenagem ao escritor, emitida pela RNE/ Radio Exterior de España, a partir do minuto 17’06”.

PLAY

 

0