Religiões afro-brasileiras na vida e no imaginário português

candombleO fluxo migratório de brasileiros a Portugal foi intenso nos últimos 40 anos  e trouxe ao país luso inúmeras mudanças sociais. Mas a paisagem religiosa também se alterou significativamente e as religiões brasileiras de matriz africana conquistaram seu espaço em Portugal. É isso que a brasileira Ana Stela de Almeida Cunha quer investigar.

Pós-doutora em Antropologia Social pela Universidade Nova de Lisboa, ela acabou de ganhar do Instituto Brasileiro de Museus incentivo financeiro para o projeto “Mandou me chamar, eu vim!”, que não só trata da evolução das religiões afro-brasileiras em Portugal, mas também de seu repertório musical.

Uma curiosidade: quase a totalidade dos pais-de-santos em Portugal são portugueses, e não brasileiros imigrantes. Confira esta e outras singularidades sobre a religiosidade afro-brasileira em Portugal nesta entrevista à RNE/ Radio Exterior de España, minuto 8’15”.

PLAY

guias-candomble-bahia-cores-hires-lasegadas-luis-antonio-segadas-nov-11

 

1