Caso Urdangarín: como fica a monarquia espanhola?

rey-juan-carlos-yerno-inaqui-urdangarin_1_997057

(Música: “Caballero del alto plumero, ¿Dónde camina tan pinturero? Los caminos que van a la gloria son para andarlos con parsimonia”)

Foi no início dos início dos anos 30 que Federico Moreno Torroba estreou a zarzuela “Luisa Fernanda”. A comédia lírica fazia alusão à infanta Luisa Fernanda de Borbon e ao seu marido, o duque de Montpensier, retratado por livros de história como um homem ávido pelo poder. Curiosamente, os jornais agora têm estampado notícias de outro ambicioso genro do rei. Iñaki Urdangarín, casado com a infanta Cristina, é suspeito de prevaricação, desvio de fundos, fraude administrativa e evasão fiscal.

O genro do rei Juan Carlos, que vai a julgamento, teria desviado dinheiro para a sua conta pessoal através do Instituto Noos, do qual é presidente. A situação é no mínimo desconcertante para a família real espanhola. Esta reportagem especial produzida para a RNE/ Radio Exterior de España explica o caso e conta, através de especialistas, como o escândalo afeta a monarquia.

PLAY
0