Um violeiro que cruza fronteiras e constrói identidades

imagem_SaterO Mato Grosso do Sul talvez seja o estado brasileiro onde as raízes ibéricas estejam mais visíveis. Lá, é perceptível a confluência dos referentes espanhóis herdados pelos vizinhos latinoamericanos com a cultura brasileira. E o violeiro Almir Sater sabe mesclar todas estas referências como ninguém.

Com o charango, inspirado em um instrumento musical de origem espanhola, ou com viola, um ícone no interior de São Paulo, Almir Sater fusiona culturas e é peça-chave na construção da identidade da região do Pantanal, a maior planície alagável do mundo.

A entrevista com o instrumentista, cantor e compositor, concedida em Campo Grande, sua terra natal, você escuta a partir do minuto 4’35 da emissão em português da Radio Exterior/ Radio Nacional de España. Confira!

PLAY

pantanal

4